Chefe da Polícia Civil na Bahia absorve ou arquiva mais de 20 denúncias contra policiais

O delegado-geral da Polícia Civil na Bahia, Bernardino Brito Filho, arquivou ou absorveu 21 denúncias contra delegados e policiais civis, conforme publicação no Diário Oficial do Estado.

Dentre os casos, Bernardino Filho deixou de aplicar a pena de suspensão ao delegado Carlos Roberto Botelho Vasconcelos, em face do advento da prescrição, que, no dia 7 de novembro de 2012, após noticias na Promotoria de Justiça de Senhor do Bonfim que um colega de trabalho estaria ameaçando testemunhas no município de Cansanção, a fim de que elas mudassem os seus depoimentos prestados na Operação Monte Santo, mesmo sabendo que tal notícia era infundada.

Quem foi absolvido também foi o investigador Gilberto Xavier Clementino, conhecido pelo caso Ravengar. Em 2012, ele teria agredido fisicamente e ameaçado com arma de fogo dois prepostos da Coelba que realizavam inspeção de medidor de energia na sua residência. O processo foi arquivado, pois, segundo entendimento de Bernardino, Gilberto é portador de patologia mental e encontra-se atualmente interditado por sentença judicial. (As informações do BN)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *