Peregrino brasileiro é achado morto no Caminho de Santiago, na Espanha

Um peregrino brasileiro foi achado morto na segunda-feira (6) no Caminho de Santiano, na Espanha. A morte de Fernando Luiz Righi de Oliveira, 67 anos, pode estar ligada à onda de calor que está acontecendo na Europa, segundo a Guarda Civil. As informações são de O Globo.

O brasileiro seguia pela rota aragonesa e foi considerado desaparecido às 17h de domingo. Buscas começaram então por várias forças policiais para localizar o peregrino. O corpo foi achado na manhã de ontem. Parentes de Fernando foram para o local após a notícia. Ele fazia parte da Associação dos Amigos do Caminho de Santiago de Compostela do Estado do Rio Grande do Sul (ACAARGS).

“Fernando, peregrino aqui de Porto Alegre, sócio e amigo da associação, estava fazendo o seu caminho, iria percorrer trechos de quatro rotas diferentes, iniciando em Samport no Caminho Aragonês”, diz nota da organização em sua página do Facebook. “Nós temos muito a agradecer ao Acácio da Paz, do Refúgio Acacio & Orietta, que juntamente com o taxista Juan estão acolhendo a família, pois em momentos como esse, precisamos todos estar juntos”.

Uma amiga da família publicou uma mensagem afirmando que Fernando já fazia o percurso pela terceira vez. “A esposa embarcou hoje (segunda-feira) para organizar os trâmites legais para trazer o corpo. Eu fiz o caminho em maio…que tristeza”, afirmou.

No Facebook, Fernando fez sua última publicação em 25 de julho, quando trocou sua foto de perfil por uma imagem no trajeto à cidade de Santiago de Compostela. Ele conversou com amigos na publicação e explicou que quando chegasse à França, na terça (31), teria ainda cerca de 1,1 mil km para percorrer em 48 dias de viagem. “Apenas 3 dias terão cenários repetidos em relação aos outros dois caminhos”, disse o peregrino. “Vou passar por cinco caminhos diferentes, combinados entre si. Então, pé na estrada que caminho se faz ao caminhar. Estarei de volta em 20/09, em tempo de comer uma costela no dia do gaúcho. Abraço a todos amigos e se acomodem na mochila do véio”, postou.

A onda de calor fez até agora nove vítimas na Espanha, que tem registrado temperaturas acima de 40 graus. Em 3 de agosto, um alemão de 40 anos qe fazia o Caminho de Santiago também morreu, na altura de Cañaveral. O Itamaraty afirmou que o Consulado em Barcelona está acompanhando o caso e dando assistência à família. (As informações do Correio)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *