Bahia não consegue fazer gol e título do Nordestão é do Sampaio

O tetracampeonato do Bahia na Copa do Nordeste não veio em 2018. O título é merecidamente do Sampaio Corrêa, que segurou o empate em 0x0 em plena Fonte Nova neste sábado (7). Com o triunfo por 1×0 no jogo de ida, em São Luís, o troféu ficará de maneira inédita no Maranhão.

A máxima que se tem visto na Copa do Mundo valeu também para a do Nordeste. Venceu o time da proposta mais defensiva, mais organizado taticamente, ainda que seja o menor deles. A equipe gigante, dona de vários troféus, perdeu para a própria desorganização e desespero.

O desmérito é todo do Bahia. No duelo deste sábado, o Esquadrão foi dono da bola e encarou um adversário que em momento algum conseguiu ameaçar no contra-ataque. A zaga do Sampaio também não aparentou ser impenetrável. O problema foi que o tricolor errou demais.

A torcida fez a sua parte: foram 45.378 pessoas na Fonte Nova, o maior público da história da arena – fora a Copa do Mundo. Do lado de fora, os tricolores fizeram a já tradicional recepção ao ônibus da equipe na Ladeira da Fonte com fogos e sinalizadores.

Ainda no primeiro tempo, o tricolor teve alguma calma e por isso conseguiu produzir. Elber e Léo Pelé chegavam com frequência à linha de fundo, mas faltava um passe mais qualificado. Zé Rafael e Régis, mais centralizados, também erravam muito, seja no passe final ou chutando de maneira precipitada para o gol.

Edigar Junio, que não jogava há quase dois meses por conta de uma lesão, foi direto para a vaga de titular. O resultado foi um atacante sem ritmo, que não conseguiu antecipar os marcadores. A melhor chance veio aos 38 minutos da etapa inicial. Zé Rafael recebeu lançamento na área e ficou cara a cara com Andrey. O goleiro honrou o status de melhor jogador do Nordestão e fez uma belíssima defesa.

Confira as fotos da partida na Fonte Nova:

Na etapa final, o desespero claramente tomou conta da equipe tricolor. O time passou a praticar o famigerado ‘chuveirinho’ na área, sem nenhuma efetividade. As trocas de Enderson Moreira também mostraram o nervosismo. Júnior Brumado entrou na vaga de Élber para aumentar a estatura da área e Vinícius para melhorar o chute de fora. Sem resultado.

Acabou que a chance mais clara veio aos 50 minutos da etapa final. Depois de cruzamento na área, a bola sobrou para Júnior Brumado. Ele chutou prensado pelo goleiro Andrey e a bola saiu raspando lentamente o travessão.

Agora, o Esquadrão volta suas atenções para a Copa do Brasil. Na segunda-feira (16) enfrenta o Vasco, no Rio de Janeiro, às 20h, pelo duelo de volta das oitavas de final. No jogo de ida, o Bahia venceu por 3×0. (As informações do Correio)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *