Bellintani põe em xeque Bahia no Nordestão em 2019: ‘sem futuro’

O presidente do Bahia, Guilherme Bellintani, voltou insatisfeito da reunião da Liga do Nordeste que ocorreu no Recife nesta terça-feira (15), na qual foi definida a mudança do formato da Copa do Nordeste para 2019. O torneio passará a ter dois grupos e clássicos já na primeira fase.

Bellintani se irritou por não ter discutido no encontro qualquer mudança para o regional a partir de 2020, pleito maior dos grandes clubes do Nordeste. Na visão do G6 – que, além de Bahia e Vitória tem Santa Cruz, Náutico, Ceará e Fortaleza –, o torneio precisa ficar mais enxuto para atrair maior atenção do público e tornar-se mais rentável.

“A Copa do Nordeste está sem futuro, sem definição. Estão discutindo o que vai acontecer em 2019 sem pensar no todo. O que o Bahia está propondo é construir uma nova competição, e não a destruição desta. Queremos mudar a Copa do Nordeste antes que ela acabe por desinteresse do público”, disparou o mandatário tricolor.

Capitaneado por Bahia e Vitória, o G6 propõe a redução da Copa do Nordeste para 12 times. Assim, eles se enfrentariam em pontos corridos antes da semifinal e da final, num formato mais próximo da edição de 2001. Com isso, a edição de 2019 deveria ser de transição, com quatro equipes sendo rebaixadas.

Bahia fora?
Bellintani colocou em xeque a participação do Bahia na próxima Copa do Nordeste. “As críticas principais que faço à competição, de não ser atraente e rentável, permanecerão em 2019. Era para ser uma transição para um modelo mais atraente. Quando a gente não discute nada, fica só adiando a conversa, fica difícil definir a própria participação do Bahia em 2019. Vou levar ao Conselho Deliberativo essa discussão”, afirmou.

Segundo o presidente tricolor, o Esquadrão não quer disputar novamente cinco competições em 2019, e pode colocar o time sub-23 para jogar o estadual ou o regional ou até mesmo sair de um dos torneios.

“Não vamos ficar acomodados com o estado atual da Copa do Nordeste. O Vitória vai jogar as quartas de final com um time reserva, o Bahia também jogou a sua com reservas. Vamos ter semifinais e finais às terças-feiras às 21h45, no meio da Copa do Mundo. A competição neste ano tem sido uma lástima, com atratividade zero”, disse Bellintani.

Por fim, os clubes saíram da reunião desta terça-feira com a promessa de que uma nova reunião será convocada dentro de 30 dias, desta vez para discutir as mudanças. Bellintani quer agilidade: “Pedimos que a reunião seja para amanhã, para o dia seguinte, o quanto antes. O Bahia precisa dessa resolução para definir o seu futuro na competição”. (As informações do Correio)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *