Representação contra Lúcio será o primeiro caso do colegiado

A representação contra o deputado federal Lúcio Vieira Lima (MDB-BA) deve ser a primeira analisada neste ano no Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara dos Deputados. Protocolada dia 7 de dezembro do ano passado pelos partidos PSOL e Rede Sustentabilidade, até a última sexta-feira, 9, aguardava despacho da presidência da Casa para ser encaminhada ao colegiado.

Os partidos pedem a cassação do deputado pelos supostos crimes de organização criminosa, lavagem de dinheiro e peculato. Ao fazer o protocolo da representação, o atual líder do PSOL, o deputado federal Ivan Valente (RJ), afirmou esperar celeridade do processo e um desfecho igual ao do processo contra o ex-presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, que teve o mandato cassado por 450 votos contra 10 depois de um processo que durou cerca de 10 meses.

O pedido passou pela análise formal da assessoria jurídica e terá o mérito discutido no conselho. Assim que chegar a representação, o presidente, deputado Elmar Nascimento (DEM-BA), convoca reunião para instaurar o processo e faz um sorteio entre os membros para escolher o relator, a quem caberá decidir pelo arquivamento ou admissibilidade, num prazo de 10 dias úteis. (As informações do A Tarde)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *