PMDB entra na disputa e reivindica indicar nome para comandar Ministério das Cidades

A disputa pelo comando do Ministério das Cidades tem se intensificado na base aliada do presidente Michel Temer. De acordo com a Coluna do Estadão, do jornal O Estado de S. Paulo, agora foi o PMDB que entrou no páreo. O líder do partido na Câmara, Baleia Rossi, reivindica ter a prerrogativa de indicar o nome que substituirá o tucano Bruno Araújo.

“Se você olhar para a Esplanada, não há como não vir para o PMDB. Existe uma expectativa da bancada pela importância e capilaridade e pelo PMDB não ter nenhum ministério de ponta”, afirma ele. Além do orçamento de R$ 15,4 bilhões, a pasta é disputada também porque comanda programas de impacto nas bases eleitorais, como moradia. Apesar da reivindicação, o líder peemedebista pondera que a solução não pode gerar transtornos. “Não dá para a base brigar”, diz ele.

O ministério também é cobiçado por PP, DEM e PSD. Ainda neste cenário de escolha do novo ministro, o deputado Alexandre Baldy (GO), atualmente sem partido ingressou na lista de nomes cogitados para assumir o Ministério das Cidades. Segundo a publicação, ele avalia se filiar ao PMDB ou ao PP. O parlamentar é considerado pelo partido de Temer como um bom quadro porque tem perfil discreto e agregador e, com isso, consegue ter trânsito em todos os partidos da base.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *